• Olá, seja bem-vindo(a) ao portal digital do Conjunto Nacional.

100% Livre do Tabaco

Conjunto Nacional dando o pontapé inicial contra o tabagismo
01.
HISTÓRIA

O PROGRAMA

Em prol da saúde de nossos funcionários, condôminos e visitantes; desde o dia 22 de julho de 2009, o Condomínio Conjunto Nacional se tornou um ambiente 100% livre de tabaco.

Com o intuito de conscientizar os frequentadores, o edifício resolveu antecipar em 16 dias a lei Antifumo (nº 13.541/09), que proíbe o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, em ambientes de uso coletivo, públicos ou privados, bem como em áreas comuns de condomínios.

Para que todos se preparassem para as mudanças que viriam com a vigência da nova lei, faltando um mês para o início da nova sistemática no Conjunto Nacional, adesivos foram afixados nas portas dos elevadores centrais e banners foram espalhados pelas galerias. Além disso, os usuários receberam filipetas com informações sobre as medidas.

No dia 22 de julho, o Conjunto Nacional e parceiros realizaram a medição gratuita do índice de monóxido de carbono presente no aparelho respiratório das pessoas, com o intuito de conscientizá-las quanto aos malefícios causados pelo tabaco e os danos causados na saúde do fumante passivo, além de lembrar que a partir dessa data o edifício se tornaria 100% livre de tabaco. “Antes de punir os fumantes, o melhor é aconselhá-los”, diz Vilma Peramezza.

Para celebrar a conquista dos que pararam de fumar e também alertar para a necessidade dos que ainda persistem enfrentarem a cessação como questão fundamental, o edifício realiza campanhas informativas em parceria com instituições e hospitais em três datas importantes: Dia Mundial sem Tabaco (31 de maio), Conjunto Nacional: 100% sem Tabaco (22 de julho), Dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de agosto).

02.
PONTAPÉ INICIAL

O INÍCIO

As ações foram iniciadas em outubro de 2008, com a realização de cursos e visitas específicas para firmar parcerias institucionais:

“Atenção aos Usuários de Substâncias Psicoativas”, promovido pelo CRATOD – SUS.

“Prevenção ao uso de Álcool e outras drogas no ambiente de Trabalho – Conhecer para ajudar”, oferecido pela Secretaria nacional Antidrogas e certificado pela Universidade Federal de Santa Catarina.


Visitas

• Às instituições que oferecem atendimento à população, buscando formar rede de relacionamentos a quem possa recorrer em caso de necessidade.

• Ao HCor, para conhecer o programa premiado pelo “Selo do Ambiente Livre do Tabaco”, bem como firmar parceria institucional.


Em seguida, foram iniciados os trabalhos com os funcionários que possuem dependência de tabagismo, por meio de atendimentos individuais pela Psicóloga e pela Assistente Social do Conjunto Nacional. Em paralelo às ações que já estavam sendo realizadas, outras ações mais específicas foram desenvolvidas:

• Participação em palestra realizada na EPD – Escola Paulista de Direito: “Aspectos Constitucionais da Lei Antifumo Paulista”, ministrada pelo Professor João Carlos Navarro de Almeida Prado e coordenada pelo Professor Sergio Resende de Barros.

• Realização de palestras por instituições parceiras e agentes jurídicos para conscientização dos colaboradores do Conjunto Nacional.

• Realização de palestra pela ACTbr – Aliança Controle do Tabagismo durante a SIPAT 2009 – Semana Interna de Prevenção a Acidente de Trabalho, inaugurando as ações planejadas para a campanha “Conjunto Nacional: 100% livre de tabaco”.

• Realização de palestra pelo Conjunto Nacional durante o “VI Seminário de Caps Ad e IV Encontro sobre Tabagismo do Estado de São Paulo – Estratégias de Sucesso”, no dia 27/09/2010, na Secretaria de Estado da Saúde.

03.
Honrarias do trabalho

PREMIAÇÕES


No dia 6 de agosto de 2010, em comemoração ao primeiro ano da lei antifumo, a administração do Conjunto Nacional é homenageada pela ACTbr pelo engajamento na adoção de medidas de controle do tabagismo.

O Condomínio Conjunto Nacional recebe o Selo de Ambiente Livre do Tabaco, na categoria Ouro. A certificação foi entregue no dia 8 de outubro de 2009, pelo Comitê Estadual para Promoção de Ambientes Livres de Tabaco – CEPALT, onde outras 14 instituições receberam o selo.


 O Selo 

O Selo de Ambiente Livre do Tabaco é dividido em três categorias: ouro, para os ambientes 100% livres do tabaco; prata, para as instituições que ainda mantém fumódromos; e bronze, para quem está iniciando as ações previstas no programa.


Em 29 de agosto de 2007, Dia nacional do Combate ao Fumo, a Secretaria Estadual da Saúde lançou o Selo Ambiente Livre do Tabaco para estabelecimentos comerciais, prédios públicos e empresas interessadas em coibir o fumo em suas dependências.

Para conquistar o selo, na categoria ouro, o edifício realizou uma ampla campanha de conscientização com funcionários, condôminos e visitantes. Algumas conceituadas instituições e empresas no Estado de São Paulo também já aderiram ao Programa e obtiveram o Selo.

04.
Escultura

'CIGARRÃO'

Para alertar sobre as novas normas, uma escultura que exala cheiro de fumaça foi montada em forma de cigarro. A equipe de limpeza do Conjunto Nacional retirou 15 mil bitucas dos cinzeiros espalhados pelo edifício, e entregou à Cooperaacs (Cooperativa Social de Arte Alternativa e Coleta Seletiva) que, em sete dias, realizou uma escultura com as pontas de cigarro. O “cigarrão”, que mede 2 metros de altura, foi exposto no 1º terraço, em frente ao elevador central.

05.
Análises prévias

PESQUISA

Tabagismo e Bitucas

Em virtude da comemoração do Dia Mundial sem Tabaco, 31 de Maio de 2010, a Prefeitura de São Paulo através da Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras – SMSP – com ações da Assessoria Técnica de Assuntos da Saúde e em parceria com o Condomínio Conjunto Nacional, realizou pesquisa relacionada ao descarte de bitucas de cigarros no Conjunto Nacional e na Secretaria de Coordenação das Subprefeituras no período de 24 a 31 de maio de 2010.


Pesquisas

Para construir a base conceitual do programa, foram emitidas 650 pesquisas visando pontos específicos relacionados ao consumo de cigarro dos paulistanos.

• identificar a condição de “fumante, não fumante e não sei”.

• saber a percepção dos pesquisadores sobre as conseqüências geradas pelo descarte das bitucas.

• a opinião dos pesquisados sobre as conseqüências geradas pelo descarte das bitucas.

• a opinião do pesquisado sobre “o responsável pelo descarte das bitucas” e “ações para minimizar problema”.

Como resultado, obtivemos respostas de 138 fumantes, 446 não fumantes e 14 pessoas que não sabiam se fumavam, pois estavam tentando parar de fumar ou fumavam esporadicamente. Tivemos 18 pesquisados que não responderam à questão “você é fumante?”. Dos questionários emitidos, 34 pesquisas não foram respondidas. Todos os entrevistados eram maiores de 18 anos, ambos os sexos, de vários segmentos ocupacionais e classes sociais.

Fonte: Diário Oficial da Cidade de São Paulo (22 de julho de 2010).


Clique aqui e confira a pesquisa completa.

06.
AÇÕES

EDUCATIVAS

Para promover o combate ao fumo e incentivar um espaço livre de tabaco e repleto de consciência social, o Conjunto Nacional organizou diversas iniciativas internas pelo Piso Térreo do prédio: além de encabeçar e sediar ações educativas específicas como palestras, distribuição de informativos e exposições de arte, em particular a escultura do “Cigarrão”, o Conjunto, em parceria com importantes hospitais, institutos e ONG’s especializadas no combate ao fumo, viabilizou uma série de exames para orientar a população sobre os prejuízos do cigarro, fomentando a aproximação entre a pesquisa, a prática e, sobretudo, a sociedade. Abaixo, distribuídas por anos, todas as ações tocadas no Conjunto Nacional nessa luta contra o tabagismo. Confira!

  • 2009
  • 2010
  • 2011
  • 2012

Ação Educativa

Conjunto Nacional: 100% sem Tabaco (1º dia)

22 de julho de 2009, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

HCor (Hospital do Coração)


 Apoio: 

SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia)
ACTbr (Aliança de Controle do Tabagismo)

Ação Educativa

Homem Bituca realiza conscientização ambiental

Dias 5, 6 e 7 de agosto de 2009, das 10 às 15 horas

No dia em que o Conjunto Nacional completou 14 dias ‘100% livre de tabaco’, realizou campanha de conscientização ambiental em parceria com a SOS Praias Brasil.

Marcelo Marinello, fundador da ONG, se transformou no Homem Bituca e percorreu as galerias distribuindo folhetos explicativos, alertando as pessoas sobre as consequências maléficas que as bitucas provocam na natureza e incentivando-as a não jogarem nas ruas.

A ONG tem o objetivo de trabalhar pela conscientização ambiental para preservar as praias brasileiras, e já recolheu mais de 1 milhão de pontas de cigarro nas praias.

Ação Educativa

Dia Nacional de Combate ao Fumo

Dia 27 de agosto de 2009, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

Cratod (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas)


 Apoio: 

ACTbr (Aliança de Controle do Tabagismo)
Hcor (Hospital do Coração)

Dias 28 e 29 de agosto de 2009, das 11 às 17 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

Hospital A.C. Camargo

De 21 a 30 de agosto de 2009


 Exposição 

A exposição reuniu 17 painéis ilustrados que mostra o que é, como se desenvolve e como prevenir o câncer, abordando sintomas e fatores de risco para câncer de mama, colo do útero, próstata, pele, pulmão, intestino, entre outros. O objetivo é mostrar ao público que o melhor aliado contra o câncer é a prática de um estilo de vida saudável, que inclua boa alimentação, realização de exercícios físicos, comportamentos e hábitos saudáveis.


 Realização 

CEPID (Centro de Excelência em Pesquisa, Inovação e Difusão do A.C.Camargo) – programa financiado pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) com a proposta de promover a aproximação entre a pesquisa e a sociedade.

Ação Educativa

Dia Mundial sem Tabaco

Dia 31 de maio de 2010, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiros: 

Ação Educativa

Conjunto Nacional comemora 1 ano 100% livre de Tabaco

Dia 22 de julho de 2010, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

HCor – Hospital do Coração

Ação Educativa

Dia Nacional de Combate ao Fumo

Dia 26 de agosto de 2010, das 9 às 16 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT)

Dia 31 de agosto de 2010, das 9 às 13 horas


 Ações: 


 Campanha 

Centro de Câncer de Brasília (www.cettro.com.br)

 Co-Realização SP 

Incor

 Apoio 

ACTbr, Centro Paulista de Oncologia, Conjunto Nacional, Funcor, HCor, Inca e Sociedade Brasileira de Cardiologia

 Madrinha da Edição SP 

Alessandra Siedschlag

 Modelos 

Bravo Model e The Models Bank

 Styling 

Valter Lourenço

Ação Educativa

Dia Mundial sem Tabaco

Dia 31 de maio de 2011, das 08 às 16 horas


 Ações: 


 Parceiros: 

Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT)

Ação Educativa

Conjunto Nacional comemora 2 anos 100% livre de Tabaco

Dia 22 de julho de 2011, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

HCor (Hospital do Coração)

Ação Educativa

Dia Nacional de Combate ao Fumo

Dia 29 de agosto de 2011, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiros: 

Cratod (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas)
HCor (Hospital do Coração)
Uninove (Universidade Nove de Julho)

Ação Educativa

Dia Mundial sem Tabaco

Dia 30 de maio de 2012, das 08 às 16 horas


 Ações: 


 Parceiros: 

Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT)

Ação Educativa

Conjunto Nacional comemora 3 anos 100% livre de Tabaco

Dia 23 de julho de 2012, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiro: 

HCor (Hospital do Coração)

Ação Educativa

Dia Nacional de Combate ao Fumo

Dia 29 de agosto de 2012, das 10 às 15 horas


 Ações: 


 Parceiros: 

CRATOD (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas)
Sindicato dos Comerciários de São Paulo
Laboratório Roche
COMUDA (Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas e Álcool)
CDR (Coordenadoria de Atenção às Drogas)

07.
Dicas para fumantes e não-fumantes

TRATAMENTO

Atualmente 5 milhões de pessoas morrem por ano por doenças relacionadas ao tabagismo. Caso medidas adicionais não sejam tomadas, em 2030, haverá 8 milhões de mortes ao ano, que seriam evitadas com a cessação do tabagismo.


“Muitas pessoas acham que para parar de fumar, basta força de vontade. Na verdade, o tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) uma doença, mas felizmente pode ser tratado. Uma de nossas metas é mostrar aos fumantes a importância de procurar de um médico que o ajude a largar esta dependência química”, garante a presidente da SPPT – Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, Dra. Jaquelina Ota. 


Dicas

Passos importantes para parar de fumar

• Escolha um dia para parar de fumar de uma vez só;

• Tome água quando tiver vontade de fumar;

• Procure ler, caminhar e praticar atividades que distraiam a mente;

• Modifique sua rotina o máximo possível;

• Faça exercícios regularmente;

• Procure não substituir o cigarro pela comida;

• Escove os dentes logo após as refeições;

• Pratique relaxamento e exercícios de respiração;

• Tenha sempre em mente que o cigarro é um inimigo da saúde;

• Procure ajuda de especialistas se não conseguir parar sozinho.


Tratamentos

Cratod (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas)

Criado em 2002, o Cratod, órgão da Secretaria Estadual da Saúde, oferece tratamento e apoio aos dependentes da nicotina. O local atende entre 800 e 1.000 pessoas por mês.

Mais informações: www.cratod.saude.sp.gov.br/


Hcor (Hospital do Coração)
Programa de Cuidado Integral ao Fumante do HCor

Formado por grupos de cinco a 10 pessoas que se reúnem uma vez por semana, durante dois meses, o programa tem obtido êxitos inéditos. Após início do tratamento, por exemplo, cerca de 80% dos pacientes permanecem em abstinência. Depois de um ano, 60% deles resistem ao cigarro, diminuindo consideravelmente os riscos de doenças cardiovasculares, hipertensão, câncer de diversos tipos, diabetes, entre outros males. O Programa de Cuidado Integral ao Fumante é um dos trabalhos realizados pelo Serviço de Psicologia do HCor – Hospital do Coração em São Paulo, que há 16 anos atua fortemente na instituição com palestras educativas para jovens e adultos, além do atendimento interno a pacientes do hospital. Ao todo, desde o seu lançamento há 16 anos, já passaram pelo programa mais de 800 pessoas e, após a lei houve um aumento de 40% na procura pelo tratamento.

Mais informações: www.hcor.com.br/

WordPress Lightbox